As Cerâmicas Eletrônicas

Cerâmica eletrônica é um termo genérico que descreve uma classe de componentes, inorgânicos, materiais não metálicos, utilizados na indústria eletrônica. Essa classe cerâmica consiste em uma orientação aleatória de pequenos cristais (microns) que apresenta características cerâmicas isotrópicas equivalentes em todas as direcções. O carácter isotrópico pode ser alterado durante a operação de sinterização a altas temperaturas ou a técnicas de processamento arrefecida à temperatura ambiente, tais como moldagem a quente num campo eléctrico ou magnético.

As características de eletrocerâmicas referem-se a microestrutura da cerâmica, o tamanho e a forma de orientação dos grãos e limites de grão ou arestas. As cerâmicas eletrônicas são muitas vezes combinadas com metais e polímeros para atender a requisitos de um amplo espectro de aplicações, como computadores, equipamentos de telecomunicações, sensores e atuadores de alta tecnologia. 

A grosso modo, o mercado de cerâmica eletrônica mercado pode ser dividido em vários campos de atuação. Fibras ópticas, resistências e sensores, isoladores, capacitores, piezoelétricos, magnéticos, sensores semicondutores, drivers e supercondutores de alta temperatura, dentre outros. 

Atualmente, o crescimento da indústria cerâmica eletrônica é conduzido pela necessidade do desenho de circuitos integrados que conduzam aos novos desenvolvimentos em materiais e processos. O processo de miniaturização começou há várias décadas para fornecer uma nova geração de produtos, mais robusta e acessível.

A Macea é referência nacional no fornecimento e desenvolvimento de ítens em cerâmica industrial para todos os segmentos da indústria. Entre em contato conosco e saiba como podemos ajudá-lo.

voltar

Compartilhe esse conteúdo