Carbeto de Silício

O Carbeto de Silício é um material cerâmico não óxido, produzido artificialmente através da mistura na proporção estequiométrica de areia silicosa (Sílica) e coque de petróleo. É aquecido em  fornos elétricos com eletrodo de grafite à altíssimas temperaturas(mais de 2000ºC) durante 36 horas e que após resfriamento resultam em dois tipos, de acordo com sua estrutura cristalina.

O SIC-BETA é formado a baixas temperaturas e cristaliza no sistema cúbico.

O SIC-ALFA  é formado a altas temperaturas e cristaliza no sistema hexagonal e rômbico. Na natureza ocorre como mineral muito raro chamado Moissanite.

Para fabricação existem 2 processos como explicado a seguir:

Carbeto de Silício Sinterizado.( SSiC)

É obtido pela sinterização direta do SIC ou SIC-BETA, utilizando produtos auxiliares como Boro, berílio ou Alumínio. A mistura na forma de pó, é pré compactada e depois sinterizada a uma temperatura de 1900 à 2200ºC, quando então os produtos auxiliares promoverão a fusão superficial dos grãos de carbeto, e adensamento do material resultando uma estrutura fina e homogênea.

Esse material pode ser trabalhar com líquidos de qualquer faixa de PH, pois não possui sílica livre na composição.

Carbeto de Silício Sinterizado por Reação. ( SiSiC )

É obtido pela mistura de SiC- ALFA sob a forma de pó, com grafite e aglutinantes orgânicos. Os corpos pré compactados são aquecidos a uma temperatura de 1000ºC para a retirada dos aglutinantes, e em seguida são mergulhados em um banho de silício fundido a uma temperatura superior a 2000ºC. Assim o silício penetra nos poros da peça reagindo com o carbono livre e formando SiC secundário. O Carbeto de Silício assim obtido pode conter até 10% de sílica livre restringindo seu uso com produtos de no máximo PH 10.

Em função da granulometria da matéria prima utilizada, o produto poderá apresentar estrutura fina ou grossa.

O Carbeto de Silício é muito resistente ao desgaste, ao choque térmico e a corrosão. Possui baixo coeficiente de expansão, grande dureza, alta condutibilidade térmica e elétrica, alta resistência mecânica tanto em baixas como em altas temperaturas e baixo coeficiente de fricção.

Características termo mecânicas:

Cor: Cinza Chumbo.

Densidade: 3,01 g/cm3.

Absorção de agua: 0%.

Dureza Vickers (HV, 5600g): 20 GPa.

Resistencia a Compressão: 3100 Mpa.

Resistencia a Flexão: 540 Mpa.

Modulo de Young (E): 430 GPa.

Temperatura Máxima de Trabalho: 1400 C.

Condutibilidade Térmica: 71,2 W/mK.

Aplicações:

- Guia fios Têxteis para aplicações especiais como núcleos de Open End.

- Fabricação de Abrasivos

- Sedes para selos mecânicos.

- Refratários especiais.

- Resistências elétricas para aquecimento.

- Ferramentas de corte.

Tolerâncias Dimensionais:

Tolerâncias dimensionais obedecem a norma DIN 7168, sendo que tolerâncias mais rígidas são obtidas por retífica com o uso de ferramentas diamantadas.

Acabamento Superficial:

-Natural: Ra 0,6 mícron.

-Acetinado: Ra 0,4 mícron.

-Acetinado e Polido: 0,3 mícron.

-Polido Diamante: menor que Ra 0,1 mícron.

Compartilhe esse conteúdo